Racismo no BBB20 - O pente garfo e a fada sensata - Blog Negras do Brasil Racismo no BBB20 - O pente garfo e a fada sensata | Blog Negras do Brasil

Racismo no BBB20 - O pente garfo e a fada sensata


A internet adora eleger mulheres brancas como “fadas sensatas” principalmente se elas demonstram ser “desconstruídas” “sem preconceito” e “feministas”, mas algumas dessas mulheres não são tão sensatas, nem tão fadas assim.

Quem assiste Big Brother Brasil (BBB) ou quem acompanha o programa apenas pelo twitter (eu no caso) conhece alguma dessas “fadas”, Manu Gavassi, Marcela, Gizelly e Ivy , elas deram “aulinha” de feminismo e tem um discurso muito bonito, mas raso e fraco, porque na primeira oportunidade demonstram ser racistas e gordofóbicas.

A participante mineira Ivy deixou escapar seu desprezo por Babu ao pegar um pente garfo usado por ele e debochar “quem que penteia o cabelo com um trem desses?” rindo muito junto com outros participantes, mesmo depois de ser alertada que ele usava para pentear os cabelos e manter os “cachinhos” a racista continuou rindo com bastante deboche.


Uma verdadeira fada sensata, caso realmente não soubesse o que era um pente garfo, teria perguntado ao Babu como se usa o pente, para que serve e quem sabe teria tido uma aula de resistência negra, mas a fada preferiu ser racista. Ivy e Marcela também já riram do corpo de Babu e disseram que ele era “muito gordo”.


Na 19º ediçãodo BBB participaram as fadas Gabriela e Rízia que juntamente com Rodrigo, davam aulas sobre racismo e tantas outras formas de preconceito, mas por eles serem negros foram taxados de chatos e mimizentos e mesmo expondo todo racismo de uma das participantes ela acabou vencendo a competição.


Isso mostra como o brasileiro adora passar pano para racista, Ivy quando sair do programa irá pedir desculpas, chorar, dizer que dentro do reality as coisas são muito diferentes e chorar e chorar, assim todos irão esquecer os episódios de racismo e ela voltará a ser a fada sensata.

Pessoas como a Ivy são cobras peçonhentas, fingem-se de boa moça, frágeis e desentendidas, mas quando dão o bote vão na jugular, durante anos a estética negra foi embranquecida com alisamentos forçados, ainda lutamos muito para que nossa estética seja aceita e respeitada na sociedade racista em que vivemos.

Nossos cabelos são um ato de resistência, alguns meses um garoto de 16 anos foi agredido por um policial simplesmente por ter o cabelo crespo, ele disse em uma entrevista que queria cortar o cabelo e que estava com medo da polícia por conta do cabelo dele.


Policial bate em jovem e faz xingamentos racistas e homofóbicos



Ter o cabelo natural nunca foi só por estética, poderia mostrar aqui todo o significado de usar um pente garfo e como ele é um símbolo de resistência negra, mas basta dar um Google na palavra que vocês irão encontrar muitas referências, o que quero deixar evidente é que essas fadas sensatas na verdade são apenas sinhás modernas, da boca pra fora e para ganhar likes elas tem um discurso bonito, mas são preconceituosas, gordofóbicas e racistas.
Como a Ivy existem muitas sinhás modernas esperando somente uma oportunidade para destilar o mal, mas já deixo essas Ivys avisadas o fogo nos racistas pode acabar queimando vocês.

via GIPHY

0 comentários. Clique aqui para comentar!

Deixe seu comentário, elogio ou pergunta que respondo com todo carinho.